sábado, 30 de agosto de 2014

Lágrimas de coragem

quando eu tinha medo
do mundo,
eu não chorava.
eu tinha medo
de ter medo.
eu tinha medo
de levantar
e por isso
seguia caído
em mim mesmo.

quando eu tinha medo
do mundo,
eu não sofria.
eu tinha medo
de sofrer.
eu tinha medo
de sentir
as dores
e por isso
seguia sem sentir,
inerte.

chorar é ter coragem.
cair em pranto
é um ato
de bravura.
as lágrimas que compõem
estes versos
são as mesmas
de quem tem coragem
de ter medo,
de sofrer,
de amar,
de ser.

Fábio Pedro Racoski

0 comentários:

Postar um comentário