sábado, 24 de novembro de 2012

Tenho inveja

tenho inveja do seu espelho
que pode ver você todos os dias
e ainda guardar sua beleza nele.
tenho inveja da sua escova
que pode acariciar seus cabelos
e ficar presa em sua mão.
tenho inveja das suas palavras
que podem provar sua boca
e irradiam sua doçura.
tenho inveja da sua roupa
que pode envolver seu corpo
e ser um pouco você.
tenho inveja da sua comida,
o alimento do seu corpo
e a delícia do seu paladar.
tenho inveja dos seus bichos
que podem pedir carinho
sem medo do ridículo.
tenho inveja das suas mãos
que podem acariciar seu corpo
enquanto passam o creme.
tenho inveja da sua voz
que pode cantar um pouco
do que você sente.
tenho inveja dos seus pais
que podem dizer "eu amo você"
sem medo de se entregar.
tenho inveja da sua rua
que pode ser pisada
quando você quiser.
tenho inveja do seu sorriso
que pode encantar qualquer ser
que tenha sentimentos.
tenho inveja do seu emprego
que pode provar da sua dedicação
e acompanhar sua presença.
tenho inveja dos seus amigos
que podem rir com você
e amar a liberdade dos seus abraços.
tenho inveja dos seus sonhos
que podem encher de cores
sua beleza tão colorida.
tenho inveja de quem você odeia,
porque eles ocupam alguns minutos
do seu pensamento.
tenho inveja de quem você ama,
e acho que não preciso dizer
por que...
tenho inveja de você
que tem o privilégio de sentir
como é ser uma pessoa tão linda.
tenho inveja de mim,
que tem o privilégio de amar
a pessoa mais linda que existe
na minha vida.

Fábio Pedro Racoski

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

#microcontos

#microconto A beleza da minha amizade é ver o bem que ela faz para nós dois.

#microconto Se eu não fosse louco o bastante, não teria voado quando perdi o chão.

#microconto Amava-o, mas os fortes braços do seu orgulho a arrasatavam para longe dele.

#microconto De tudo exigir e nada se entregar, tudo o que teve foi nada.

#microconto Eles se queriam, mas estavam ambos em um relacionamento sério com seus egos.

#microconto Portava-se como deusa e, assim, sofria por não receber sentimentos humanos.

#microconto Não há ouro nem pedra tão preciosa quanto ela em todas as Minas Gerais.

#microconto Cada detalhe de seu rosto é um brilho que ilumina meu dia.

#microconto Sinto-me um vampiro quando vejo seu pescoço e seus ombros descobertos.

#microconto Dance-me, bailarina da paixão.

Fábio Pedro Racoski

Sentindo você

eu sinto sua dor
porque ela é
também
minha dor.

e não é minha dor
porque os deuses
e os espíritos
colaram nossas almas.

é minha dor
porque cada palavra sua,
cada gesto seu,
cada sentimento,
cada hora de sono e de correria,
é parte da minha vida,
é corpo da nossa amizade.

Fábio Pedro Racoski

domingo, 18 de novembro de 2012

Braços e abraços

na maior das distâncias
nasce uma amizade
ao redor de tantas mágoas
sobrevive um sentimento
do qual ambos se contentam,
apenas na felicidade
de dividir suas dores.

e quando quase caí
você me segurou
e nem percebemos
que um segurava o outro.

naquelas tardes tristes
e calorosas de verão
das quais todas as nossas mágoas
empalideciam nossos corações
nos erguemos livremente
abrindo nossos braço
um para o outro
na esperança de nos salvar.

e a amizade grita sua revolução
vencendo distâncias
derrubando tristezas
derramando lágrimas
e erguendo sorrisos.

Luana Magmor
e Fábio Pedro Racoski

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Me explica, meu bem

me explica, meu bem,
por que quero bem
teu corpo e tua voz?
me explica, amor,
por que essa dor
se estamos a sós?

me diga, paixão,
que a tua razão
não cabe em meu ser.
assim eu entendo
que o peito dizendo
"te amo" é pra valer.

me diga, meu bem,
que também quer bem
meu corpo, minha voz.
te explico, amor
que se sinto dor
é de estarmos sós.

que diga a paixão:
"o seu coração
é livre pra amar".
e na liberdade,
a felicidade
de querer ficar.

Fábio Pedro Racoski

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

A lua anda

a lua anda
a invadir
meus sonhos.

a lua anda
a roubar
minha atenção.

a lua anda
a arranhar
meus desejos.

a lua anda
a conquistar
meu coração.

Fábio Pedro Racoski

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Detalhadamente

cada sorriso,
cada olhar tímido,
cada gesto com a mão,
cada vez que você ajeita o cabelo,
cada respiração,
cada silêncio...
sua mão apoiando o rosto,
suas mãos ajeitando os óculos,
cada vez que você coça o pescoço...

tudo isso
está guardado
em detalhes
na minha memória.

pois não seria eu
apaixonado
se eu não tivesse
sua imagem
colada em mim
o tempo todo.

Fábio Pedro Racoski

domingo, 11 de novembro de 2012

Além

além de tantos caminhos,
além de tantas distâncias,
além de tanto silêncio,
além do choro no espelho,
além da minha solidão,
encontrei em você
a amizade
que eu não sabia
que existia
nesse mundo.

Fábio Pedro Racoski

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Seu louco

sou louco o bastante
pra te ser eu mesmo.
sou louco o bastante
pra te fazer rir.
sou louco o bastante
pra passar um batom
e ser você.
sou louco o bastante
pra ser dois
só por você.
sou louco o bastante
pra te amar num abraço
procurando um beijo seu.

Fábio Pedro Racoski

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Meu presente

meu presente
é seu presente,
estar presente
mesmo ausente.
tão latente
o que se sente
no coração
essa emoção:
eternidade
nossa amizade.

Fábio Pedro Racoski

#microconto

O melhor dia do ano: hoje. Nem o ontem, nem o amanhã. Hoje, apenas.

Danielle Pessoa

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Koi no yokan

nossas primeiras palavras,
seu sorriso do outro lado
e eu percebi em instantes:
coração apaixonado.

koi no yokan!
koi no yokan!

cada dia eu lhe esperava
e os dias foram passando.
na memória, sua presença
cada vez mais te admirando.

koi no yokan!
koi no yokan!

percebi que não sonhei
veja só! você é real!
desde o começo sentia
esse amor atemporal.

koi no yokan!
koi no yokan!

nos seus olhos de menina
vejo a luz da sua beleza
que me encanta no sorriso,
nas palavras, na pureza.

koi no yokan!
koi no yokan!

quando o tempo não tem régua,
quando o longe não tem vez,
meu amor nasceu assim:
num instante se refez.

koi no yokan!
koi no yokan!

e aqui estou, minha amada,
seu amigo confidente,
seu abraço sem ter pressa,
conquistador persistente.

koi no yokan!
koi no yokan!

Fábio Pedro Racoski

*Koi no yokan (恋の予感): japonês. "Premonição de amor". A sensação, após conhecer alguém, de que você irá se apaixonar por aquela pessoa. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=419298374791769&set=a.332446146810326.87175.332024510185823&type=1&relevant_count=1

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Vem

vem
e me acompanha
vem
e me deixa contigo
vem
e conhece meus medos
vem
e vê meu fracasso
vem
e sente meus sonhos
vem
e lê meus olhos
vem
e toca minha história
vem
e me ensina a ser eu
vem
e vê meu presente
que contigo presente
é mais leve,
mais calmo,
menos derrotado.

Fábio Pedro Racoski

Presença

quando ouço
sua voz,
quando vejo
sua imagem,
quando penso
em seu corpo,
quando imagino
seu beijo,
quando desejo
o seu desejo,
é nessa hora
que eu me sinto
mais perto
de você.

Fábio Pedro Racoski

sábado, 3 de novembro de 2012

Sua arte

seu jeito
de mulher
me fazendo
suspirar...
sua música
de menina
me fazendo
sonhar...
seus olhos
de luz
me fazendo
enxergar...
sua boca
de poema
me fazendo
te versejar...

Fábio Pedro Racoski

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

#microconto

Nunca um coletivo esteve tão particularmente belo.

Fábio Pedro Racoski

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Fotografando

cada sorriso seu,
cada olhar,
cada vez que você
fica sem jeito
com meus elogios
(suas verdades)...

tudo isso
fica na minha
memória
como fotografia
que nunca
se apaga.

Fábio Pedro Racoski