domingo, 18 de novembro de 2012

Braços e abraços

na maior das distâncias
nasce uma amizade
ao redor de tantas mágoas
sobrevive um sentimento
do qual ambos se contentam,
apenas na felicidade
de dividir suas dores.

e quando quase caí
você me segurou
e nem percebemos
que um segurava o outro.

naquelas tardes tristes
e calorosas de verão
das quais todas as nossas mágoas
empalideciam nossos corações
nos erguemos livremente
abrindo nossos braço
um para o outro
na esperança de nos salvar.

e a amizade grita sua revolução
vencendo distâncias
derrubando tristezas
derramando lágrimas
e erguendo sorrisos.

Luana Magmor
e Fábio Pedro Racoski

0 comentários:

Postar um comentário