Páginas

domingo, 9 de setembro de 2012

Sou teu, morena

Sou teu abraço, morena.
O aconchego teu, eterno,
sou tua manhã de inverno
em plena noite serena.

Sou teu repouso, morena.
Sou o teu porto seguro,
guardião desse amor, tão puro,
tua paixão em calma plena.

Sou teu amigo, menina.
Quero-te livre e aqui,
com toda a beleza em ti,
tão natural, genuína.

Fábio Pedro Racoski

Um comentário: