quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A vida, menina

A vida é bela, menina,
de uma beleza tão ímpar,
tão rara
e tão discreta
que é difícil de ser percebida
assim, de uma hora pra outra.

A vida é dura, menina,
tão dura e,
ao mesmo tempo,
tão leve,
que é difícil sustentar
essa leveza sobre os ombros.

A vida é sentir, menina,
um dia tristeza,
no outro também,
uma vontade
de morrer...
Mas o desejo ainda maior
de estar com você
num abraço
sem limite,
sem espaço,
sem medos.

A vida, minha menina,
minha amiga,
pode ser tão bela
quanto você
e tão forte
quanto nossa
amizade.

Porque duas pessoas
de braços dados
podem muito mais
do que qualquer dor
nesse mundo.

Fábio Pedro Racoski

0 comentários:

Postar um comentário