domingo, 15 de abril de 2012

Chorume

Louvado seja o Chorume!
Louvado seja o Chorume!

O rio de todas as ilusões humanas,
o líquido de todas as futilidades consumistas,
a seiva de todas as mentiras sentimentais!

Louvado seja o Chorume!
Louvado seja o Chorume!

O mar de todas as ejaculações prepotentes,
o alimento de toda a arte do ser humano,
a água benta de todas as crenças.

Louvado seja o Chorume!
Louvado seja o Chorume!

Se há algo que mereça a minha confiança
é o Chorume,
e nada mais!

Cesar Miller de Almeida

0 comentários:

Postar um comentário