segunda-feira, 19 de março de 2012

O cerco

seus olhos
catapultaram
fogo sob minha
fortaleza.

sua voz aríete
fez ruir
a estrutura
dos meus muros.

sua presença
rompeu
minhas correntes
como lâmina de dura espada.

e agora
meu feudo-solidão
quer assinar
a capitulação.

Fábio Pedro Racoski

0 comentários:

Postar um comentário