quinta-feira, 30 de junho de 2011

Cheguei tarde

Cheguei tarde.
Não posso lamentar.
Não posso voltar
no tempo
e no espaço
para aí estar
quando precisava
de mim.

Mesmo que fosse
para um abraço,
um afago,
um beijo.

Mas que fosse
para o mundo todo
no sempre,
sem pressa,
sem atraso,
sem ausência.

Será.
Fábio Pedro Racoski

terça-feira, 28 de junho de 2011

#microconto

Doam-se olhos que muito viram, de um corpo que pouco sentiu.

Fábio Pedro Racoski

quarta-feira, 22 de junho de 2011

quero estar no mais profundo
e escondido
canto do seu coração
só pra quando
você estiver triste
de morrer
eu cortar o mal
pela raiz
pra quando estiver
feliz da vida
eu conservar
essa festa
pra quando estiver
linda de morrer
eu estar lá,
nesse caso,
o tempo todo.

Fábio Pedro Racoski

domingo, 19 de junho de 2011

Nunca serei

nunca serei
o homem
que você quer
porque já sou
a vida
que você é.

Fábio Pedro Racoski

sábado, 18 de junho de 2011

#microconto

E, nos braços dela, morreu. A partir de então, começou a viver.

Fábio Pedro Racoski

segunda-feira, 13 de junho de 2011

#microconto

Ouvindo uma canção triste, sentia prazer em sofrer, pois queria mal a quem magoou sua amada.

Fábio Pedro Racoski

domingo, 12 de junho de 2011

Não

Não.
Sigo sozinho,
no meu caminho,
na minha estrada,
na minha viela
particular,
privada,
fechada,
empoeirada
e assustadora.

Não.
Movo um corpo
que prende uma alma
que não sabe sorrir,
que não sabe cantar,
que não sabe olhar
para si mesma
e se apaixonar
entre as ondas
da respiração
e o pulso
que insiste
em pulsar.

Não.
Eu me habituei
a viver
minha existência
não existindo,
não vivendo,
não sendo amor
pra ninguém.

Fábio Pedro Racoski

O namorado

Ele veio com as flores
que compram tantos amores
e querem ter-me cativa
de seu beijo, chama viva.

Ele veio com as rosas
iguais a ele, amorosas,
cheirosas, mas que machucam
a mão e o coração sangram.

Ele veio pra ficar
no meu peito, no meu lar,
bagunçando a cozinha
e arrumando a alma minha.

Ana Luiza Lem

Infeliz dia dos namorados

Infeliz dia dos namorados!
Vá comprar o presente
que é desculpa
para uma noite de sexo
sem censura.

Infeliz dia dos namorados!
Faça tudo de bom
para que a outra pessoa
seja obrigada
a lhe abraçar e beijar
com mais força.

Infeliz dia dos namorados!
Entupa as lojas,
esbarre nos outros casais,
chore sua solidão eterna,
morra com essa mentira.

Não importa o dia:
você sempre será um infeliz autômato
regido por comerciais e costumes
sem sentido.

Cesar Miller de Almeida

domingo, 5 de junho de 2011

(s)eu

não me queira
casado,
namorado,
ao seu lado,
programado,
enquadrado,
engravatado,
reservado.

serei sempre assim,
solto,
caminhante,
em qualquer lugar,
imprevisível,
irregular,
desarrumado,
aberto.

mas seu.

Fábio Pedro Racoski

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Gente grande

gente grande
gigante
galante
galharda
gananciosa
grande
gargalhada

gente grande
garante gerir
gastando graça
ganhando guerras

gente grande
gulosa
gnóstica
gordurosa
geleira
geográfica
ginástica
gigolô

gente grande
gagá

Fábio Pedro Racoski