Páginas

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Procrastino

amanhã, amanhã...
por que não hoje?
meus pés seguem
atrás de pouso
e o pouso
já ficou para trás.

amanhã, amanhã...
por que não hoje?
de tanto deixar
tudo para depois
me tornei
um depois humano.

amanhã, amanhã...
por que não hoje?
o amanhã está
num lugar onde
minha inexistência
inexiste.

amanhã, amanhã...
por que não hoje?
mas o anjo
de olhos negros
e mágicos
me levou pela mão
tempo afora
até o hoje.

e me encontrei.

Fábio Pedro Racoski

Um comentário:

  1. "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã...porque se você parar pra pensar, na verdade não há."

    Fato!

    ResponderExcluir