quinta-feira, 14 de julho de 2011

Ousada

ela é assim,
um quadro do Dalí,
uma música da Janis,
um livro do Bukowsky,
um grafite do Banksy.

ela é assim,
uma dança a dois
entre Josephine
e Nijinsky.

ela é assim,
hippie além do hippie,
punk além do punk,
mulher além das capas.

ela é assim,
além do reto,
além das curvas,
além das malhas,
além das peles,
dentro da pele,
no meu coração.

Fábio Pedro Racoski

5 comentários:

  1. Parece que escreveu p/ mim ! hahaha

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!

    Gostei de teu blog. Abraço*

    ResponderExcluir
  3. Doce, suave, mas ao mesmo tempo aflito... as curvas da mente do poeta só terminam quando alcançam o coração! (ou é lá que começam?)

    ResponderExcluir