Páginas

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ubuntu

Correste,
transpirei.
Pulaste,
vibrei.
Caíste,
sangrei.
Erraste,
perdi-me.
Amaste,
senti.

Quis matar-te
e percebi
que era suicídio.

De tanto sentir-te
ao sentir-me,
entendi.

Fábio Pedro Racoski

4 comentários:

  1. "Quis matar-te
    e percebi
    que era suicídio."

    adorei!

    ResponderExcluir
  2. Estava passeando pelos blogs por aí, e achei aqui! Gostei! :) Estou seguindo! Depois dá uma passada no meu pra conhecer!

    Beijos :)

    ResponderExcluir