Páginas

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Pai e filho

Eu vi meu pai hoje.
Foi tão bom!
Lembrei do nosso passado,
das nossas brincadeiras
de duas crianças,
do nosso andar pela rua
sem camisa...
Reconheci, como da primeira vez,
seu rosto,
suas rugas,
as falhas na barba,
o sorriso comediante,
a beleza tímida
e tênue
daquele rosto comum.
Sofri de alegria
ao ver nossos olhos
inundados de lágrimas.
Gostei de ver tudo isso.
Gostei muito de vê-lo
ali, no espelho.

Fábio Pedro Racoski

3 comentários:

  1. Amei, amei, amei... No final, ele dá uma pertinho gostoso no coração. Sincero, objetivo, forte e sensível.
    Obrigada!

    @TTBFree

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com uma vontade de chorar...

    Beijo!

    ResponderExcluir