Páginas

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Autofagia

Peguei o machado do idioma
e golpeei, com ele,
o crânio frágil
do meu eu.
Recolhi os pedaços
estilhaçados
de ossos e miolos.
Comi.
Assim nasceu
minha poesia.

Fábio Pedro Racoski

2 comentários: