Páginas

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

A mulher que eu amo

A mulher que eu amo
tem estrelas nos olhos.
A mulher que eu amo
tem a lua de acalanto.
A mulher que eu amo
tem o sol como servo.
A mulher que eu amo
tem o brilho
das galáxias.
E eu, sem ela,
sou a escuridão
do vago e profundo
vácuo
do universo distante.

Fábio Pedro Racoski

Um comentário: