Páginas

domingo, 21 de novembro de 2010

Mais um poema apaixonado

E seu escrevesse
mais um
poema apaixonado?

Daqueles em que os versos
se embriagam de clichês,
daqueles em que as estrofes
se espremem na métrica,
daqueles em que os poetas
tentam em vão
seduzir, fazer-se amado,
conquistar, fingir,
enganar...

Mas hoje o fingimento
não venho me visitar
e fiquei abraçado
com a sinceridade
(ainda que fingidora).

Não posso escrever
um poema apaixonado,
só hoje.

Mas posso escrever-te
com meus olhos.

Fábio Pedro Racoski

Um comentário: