Páginas

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Homo amans

Ele disse "sim".
E ele também.
E foram felizes para sempre.

Ela entrou no quarto
e abraçou forte
sua amada.
E foram amantes por toda a vida.

Eles viveram,
e lutaram,
e choraram,
e riram,
e sofreram,
e se apaixonaram.

Eles se respeitam,
se cuidam,
se somam,
se amam.

Eis o amor.
Amor humano pois,
como disse Santo Agostinho,
o amor não tem medida.
Se não tem medida,
não tem gênero.

Fábio Pedro Racoski

2 comentários:

  1. Por isso é que incomoda tanto a algumas pessoas: "se respeitam, se cuidam, se somam, se amam". Logo, são raros.

    ResponderExcluir
  2. Incrível!

    É exatamente isso que a Vanessa falou,quem serve de bom exemplo,incomoda.

    ResponderExcluir