Páginas

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Soneto proposto

Se eu recebesse de ti, doce moça
este olhar que ofertas ao horizonte
razão teria minha vida insossa
desde um singelo beijo em tua fronte.

Se eu recebesse de ti, minha dama,
o privilégio de viver ao teu lado
ganharias um coração que te ama
e um homem eterno fiel soldado.

Mas nossa vida não é o que suponho
e por isso, bela moça, proponho
uma aliança eterna entre nós dois:

Que nós, em lábios e almas sobrepostos,
selemos nossos amores propostos
em paixões hoje, amanhã e depois.
Fábio Pedro Racoski

2 comentários:

  1. Pudera eu ser a moça deste gajo!
    =)
    LINDO poema!!!!
    Beijo, Biofa.

    ResponderExcluir
  2. Lindo! Me emocionou. E,no dia de hoje,acredite,foi uma façanha notável.

    ResponderExcluir