Páginas

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Infeliz simetria

Eu poderia escrever
um poema métrico ou
um poema tétrico ou
uma canção cafona a
você. Somente quero
que nós acertemos a
nossa simetria. Não
hermeticamente reta
ou exageradamente a
obedecer espaços ou
rimas ricas, pobres
et cetera. Eu quero
é que derrubemos estas paredes absurdas
entre nós, que não podem existir!

Fábio Pedro Racoski

3 comentários:

  1. Joia! Conteúdo e forma em perfeita harmossimetria. :-)

    ResponderExcluir
  2. Curti a idéia, muito boa!

    "Paredes absurdas" são exatamente o que delimita a simetria perfeita entre suas pessoas, mas também estagnam qualquer relação entre os dois...
    Sei bem, eu e meu irmão somos "bem" assim rs

    ResponderExcluir