Páginas

sábado, 26 de setembro de 2009

Amor num piscar de olhos

Era um dia solar,
desses que a luz do sol
dá à Terra uma lua
disfarçada de estrela.
Nesse dia,
numa rua pisoteada,
ele encontrou
o amor de sua vida.

Olhou em seus olhos,
levantou os ombros e a cabeça,
espremeu um lábio
contra o outro,
erguendo um pesado e fraco
sorriso.
Balançou a cabeça
na direção vertical.
Continuou seu caminho
de pisoteamento do asfalto.

E o vento de um ônibus
que cruzou a rua
levou para longe
seu belo destino.

Fábio Pedro Racoski

2 comentários: