quinta-feira, 25 de junho de 2009

Triste fim do Rei do Pop

Hoje, dia 25 de junho de 2009, o mundo dá adeus àquele que mais intensamente resume o significado de "pop".
Michael Jackson. O menino prodígio à frente do Jackson Five, grupo formado com seus quatro irmãos. O garoto que apanhava muito do pai. O jovem dondo do álbum musical mais vendido da história (Thriller, 1982). O homem que não soube crescer e administrar a fama. O homem que deformou seu rosto e sua tez negra em dezenas de cirurgias plásticas desastrosas.

Além de tudo isso, Michael Jackson foi para a música pop o mesmo que Elvis Presley para o Rock: o rei, o ícone, amado e odiado. O cantor de músicas que "grudam", como Bad, Thriller, Beat It, Billie Jean, ABC 123, All be There e tantas outras, conhecidas por fãs e mesmo por quem não gosta (como eu).

Michael Jackson deixa esta vida aos 50 anos. Ainda cedo, apesar da intensidade de seus dias na Terra. Espero eu, sinceramente, que Michael encontre paz e harmonia, sentimentos que ele não viveu aqui.

3 comentários:

  1. Cara, eu realmente fiquei triste...era fan dele...

    ResponderExcluir
  2. Senti... As músicas dele fazem parte da minha doce infância e amarga adolescência!

    ResponderExcluir