Páginas

terça-feira, 9 de junho de 2009

Poesia curitibana


Os poetas curitibanos
não têm wikipédia.
Os poetas curitibanos
não têm música
nem momento
no Faustão.
Os poetas curitibanos
não são galãs,
são roucos,
são loucos,
não são poucos.

Os poetas curitibanos têm
blogue.
Os poetas curitibanos
são vivos
(mesmo os que se foram).
Os poetas curitibanos
não se refugiam no Parnaso:
andam pela rua XV,
tomam um chope
desordenado
no Largo da Ordem.
Os poetas curitibanos
têm vida
e curitibanice
em seus versos,
em seus bigodes,
em suas vidas.

Os poetas curitibanos
são muito mais
que uma mera
excrescência ornamental.

Fábio Pedro Racoski

3 comentários:

  1. Bom, muito bom, senhor poeta curitibano.

    ResponderExcluir
  2. E você, Thadeu W., Alice Ruiz, Paulo Leminski, Fernando Koproski comprovam isso. Beijo, Biofa. É sempre um prazer ler os seus textos. Saudades!!!!

    ResponderExcluir