Páginas

sábado, 14 de março de 2009

Códigos abertos

Os pinguins
quebraram minhas janelas!
Estão invadindo minha
mente assistente
de silício e solda.

Os pinguins
trazem tudo de graça.
Mas quebraram minhas janelas
custosas que não custaram
nada para mim.

Os pinguins
prometem simplicidade
mas me isolaram
numa casa sem janelas,
no frio do inverno
nuclear
dos dois núcleos.

Os pinguins
não sabem
que eu escrevia poemas
nas janelas.
Mas elas não eram minhas.
E os pinguins não são de ninguém.

Estou sozinho, no frio,
sem pinguins
e sem janelas.

Fábio Pedro Racoski

2 comentários: