Páginas

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Davos: terra de Alpes, Neve... e revoltas!

Como muitos devem saber, acontece, na estância alpina de Davos, na Suíça, o Fórum Econômico Mundial, onde premiês e presidentes se encontram para debater assuntos pertinentes ao mundinho deles e de alguns fulanos e ciclanos!

Pois bem: vejam a revolta do primeiro ministro turco, Tayyip Erdogan:

"Não acho que eu voltarei a Davos, porque vocês não me deixam falar", disse o premiê turco depois de ter presenciado um discurso de 25 minutos do presidente de Israel, Shimon Peres, defendendo a atual ofensiva (a chacina?) sobre Gaza. "O presidente (Peres) falou por 25 minutos. Eu falei só a metade disso", comentou depois à imprensa Erdogan, que irritou-se com os moderadores do fórum.

Quando Tayyip se dirige a Shimon Peres, é a melhor parte: "Peres, você é mais velho do que eu. Talvez você esteja se sentindo culpado e por isso o senhor está sendo tão enfático nas suas palavras. Vocês mataram pessoas. Eu me lembro das crianças que morreram nas praias".

O revoltado anatólio, então, finaliza: "O presidente Peres estava falando ao primeiro-ministro da Turquia -- não sou simplesmente algum líder de algum grupo ou tribo, então ele deve se dirigir a mim adequadamente".

A atitude do primeiro ministro Erdogan não é inédita, eu sei (lembro-me de um premiê da Samoa Ocidental dar uma lição de moral no representante dos EUA em plena ONU), mas mostra como, mesmo num "fórum" - onde todos falam e escutam em igualdade -, países mais poderosos e amigos dos poderosos são ouvidos em primeiríssimo lugar. Ah: e quem é amigo do moderador também, assim como em fóruns de internet!

Um comentário:

  1. Boa tarde Fábio
    As desigualdades consoante os poderes.
    Vi nas noticias e acho que o 1º Ministro turco tem toda a razão.
    Devia era de dar umas (bolachas) na cara desse israelita assassino.
    Abraços

    ResponderExcluir