quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Conheça Mizeraviya

Nome oficial: Reino bruzundango de Mizeraviya
Localização: qualquer lugar distante dos países desenvolvidos
Lema: "O importante é levar vantagem em tudo, certo?"
Capital: Sodoma
Gentílico: mizerávio, bandido(a), imigrante sujo(a) e/ou atrasado(a)
Língua oficial: várias; ou nenhuma
Governante: Rei Ngonorant III (desde 1964)
População: muitos
PIB: 1300 dólares... "passa a carteira!" 1500 dólares
IDH: não medido; duvida-se de existência efetivamente humana
Espectativa de vida: ?
Alfabetização: (...)
Moeda: a sua!

- A Mizeraviya é o único país do mundo que não possui escolas. O que há são prédios de reclusão onde centenas de adolescentes divertem-se agredindo funcionários apáticos outrora chamados de professores.

- A Mizeravyia assinou um acordo com os Estados Unidos da América para combater o terrorismo: os estadunidenses enviariam dinheiro para o pobre país e os mizerávios, por sua parte, caçariam os inimigos da América e, assim, teriam comida. No momento do trato, surgiu um imprevisto que atrasou a cerimônia: não havia almofada de carimbo para o Rei Ngonorant III poder assinar com as digitais de seu polegar.- Esta é a bandeira nacional de Mizeraviya. O laranja representa o alerta vermelho, já desbotado, da pobreza geral entre o povo. As duas faixas em marrom representam os rios poluídos da pátria. A borda externa em zigue-zague é conseqüência da baixa qualidade presente no pano, o mesmo tecido há 80 anos. Por último os círculos, representando o alvo, para mais fácil se dar a dominação estrangeira.

- Não há um hino nacional constante. A música adotada como tema pátrio é a canção de sucesso atual, sempre estrangeira. O hino do momento é popularmente conhecido como Guimeguimi ("Give it to me", da Madonna).

0 comentários:

Postar um comentário