Páginas

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

É, Nietzsche. Tá difícil!

E um alienígena nos visitará.
Um ser estranho, diferente,
bizarro.
Um ser que sabe rodar peão.
Um ser que não gosta de
"levar vantagem em tudo".
Um ser que ama,
um ser que lê,
um ser que chora.

Um ser que respeita
e admira o professor.
Um ser que respeita
e valoriza o aluno.

Um ser que não tem
as mãos sujas
do sangue de Deus.

Ele virá.
Mas não pra ficar.

0 comentários:

Postar um comentário